Dia 20 - Chá de cadeira

Por mais que eu queira, não é tão simples assim passar meses na Europa. Há algumas regras de imigração e permanência e tive que lidar com elas pra que pudesse estar aqui, com o Lê, até o final de setembro.

A parada é a seguinte: boa parte dos países da Europa fazem parte do Espaço Schengen, inclusive Portugal, e uma das regras do tratado é que os imigrantes não precisam de visto para entrar nesses países, desde que venham com o objetivo de fazer turismo e fiquem nesse Espaço por 90 dias, no máximo. De qualquer forma, não é garantido que as pessoas consigam entrar quando chegam. Cada caso é avaliado pela imigração na chegada.

Mas depois, se você se deslocar entre os países do Espaço Schengen, você não terá que se preocupar com a imigração. Exemplo: se você imigra no Espaço por Portugal, quando você for pra a França, você não terá que passar pela imigração e apresentar seu passaporte. É como se você estivesse andando por regiões de um mesmo país. Diferente será se você for à Inglaterra, que não faz parte do tratado e lá você fará nova imigração, sendo entrevistado ao apresentar seus documentos.

A questão é que mesmo que você saia do Espaço Schengen, em 6 meses, a contar da data da sua primeira entrada, você só pode permanecer 90 dias aqui. Como eu cheguei em Portugal no início de abril e fui embora em junho, minha contagem ficou em suspensão enquanto eu estava no Brasil, mas voltou a contar quando cheguei aqui, em 29 de julho. No fim das contas, o último dia que poderia ficar aqui seria dia 19 de agosto.

Como queria ficar mais tempo, assim que cheguei agendamos uma data para que fizesse uma entrevista requerendo prorrogação da minha estadia aqui. Na sexta eu estive na SEF para apresentar minhas razões e documentos. Depois de um longo período de silêncio, contas e sons de teclas do computador, meu pedido foi atendido e eu vou pode ficar até 26 de setembro. Graças ao meu bom Deus!

Já em casa, a Mari me ligou e eu fiquei tão feliz! Interajo com ela quase todos os dias. Seja pelo whatsapp, instagram ou face. Mas é engraçado como a gente sente falta de ouvir a voz de quem a gente ama, né?! O telefone foi uma das melhores coisas que o homem já inventou. Mas a internet, o Skype e o Viber são milagres divinos!

No final do dia, como sempre, assistimos minha novelinha preferida. Gosto de muitas coisas em Av. Brasil. Os diálogos (ou seriam "multiálogos"?) da família Tufão, o show de atuação da Adriana Esteves, a beleza do Cauã, os looks da Débora... Mas o que mais gosto mesmo é que o Leandro gosta e assiste comigo :)

4 comentários:

  1. Ainda bem que eu consigo te ouvir, mesmo qdo vc não está falando, saudades. Que bom que deu td certo com o visto.

    ResponderExcluir
  2. Luísa (baiana) :)21 de agosto de 2012 23:20

    Que fofa, Carol!
    Que bom ter notícias suas!
    Nem me fale de vistos em Portugal, estou numa saga para tirar a cidadania hehehe..!
    Aproveite muito a sua estada aí!
    Beijos,
    Luísa

    ResponderExcluir
  3. gente, é um saco mesmo esse negócio de visto.

    carol, eu vi essa cena da novela pensando em vc. pensei que vc ia morrer de rir! ai, gosto muito dessa família! hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha é muito divertido! Mari, será que eles vão mesmo pra Paris?? Morro de rir só de pensar!!

      Excluir